Blog

Impulsionada pela venda de iPhones, Apple é a primeira empresa privada a atingir US$ 1 trilhão em valor de mercado

Apple_Mike Segar_Reuters
Foto: Mike Segar, da Reuters

Nesta quinta (2), a Apple ganhou destaque em vários portais de notícias ao redor do mundo. Por volta das 13h, a empresa, criada pelo Steve Jobs e Steve Wozniak em 1976, atingiu a marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado, tornando-se a primeira companhia privada a alcançar essa marca.

De acordo com as informações dos relatórios financeiros, a empresa teve um aumento de 30% no lucro líquido, impulsionada pelo crescimento de 17% da venda do iPhone. Outro fator que deve ser destacado é a alta de 31% no faturamento com serviços da loja de aplicativos, chamada de App Store, e de streaming Apple Music.

Por causa da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, que é um dos principais mercados da gigante empresa norte-americana, Tim Cook, CEO da Apple, está avaliando constantemente as medidas adotadas pelo presidente Donald Trump para não afetar as receitas da companhia.

Pesquisa mostra insatisfação dos brasileiros com o SAC

man in white shirt using macbook pro
Foto por Tim Gouw em Pexels.com

Recentemente, uma pesquisa, realizada em parceria pelo grupo Opinium e a Zendesk, ouviu 1500 pessoas de todas a regiões do Brasil sobre o atendimento ao cliente. De acordo com o resultado desse levantamento, mais de 1/3 dos entrevistados acham que uma das situações mais desagradáveis do cotidiano é falar com o serviço de atendimento ao consumidor (SAC).

“Isso mostra que o setor de atendimento ao cliente ainda tem mais oportunidades no Brasil. O grande desafio para as empresas é repensar a sua cultura e colocar o cliente no centro de suas operações”, diz Tatiana Piloto, diretora geral da Zendesk no Brasil, em entrevista para a revista Exame.

Essa pesquisa demonstra a insatisfação de muitos brasileiros com o serviço de pós-venda de diversas empresas. Para mudar o cenário atual, é fundamental identificar corretamente os erros. Após esse passo inicial, as possíveis soluções devem ser profundamente analisadas tanto na teoria quanto na prática, além da busca constante pela melhoria do processo.

“Quanto mais saudável você é, mais produtivo você é”

businesswomen businesswoman interview meeting
Crédito: Tim Gouw

Na matéria publicada no Estadão desta quarta (25), Jeffrey Pfeffer, professor de comportamento organizacional, da Universidade de Stanford, comenta, entre outras coisas, qual é o maior desafio das empresas nos dias atuais.

“Eu acho que o maior desafio hoje é tornar os locais de trabalho mais saudáveis. Minha pesquisa mostra o que o senso comum diria: quanto mais saudável você é, mais produtivo você é”, diz Jeffrey Pfeffer.

A relação da empresa com o seu colaborador tem um grande impacto na produtividade e, consequentemente, na receita calculada no final de cada mês. Por isso, é necessário que as organizações, independentemente do seu tamanho, invistam na gestão de pessoas.

Apesar dos esforços de algumas empresas para melhorar a qualidade da relação com o colaborador, o cenário, de modo geral, não é nada animador. “Eu acredito que a qualidade dos ambientes de trabalho está piorando. Há uma crença, incorreta, de que a melhor maneira de lidar com os níveis crescentes de competição é fazer com que as pessoas trabalhem mais, mas isso não torna ninguém mais produtivo”.

Clique aqui e leia a matéria no Estadão.